Você sabe o que é a psoríase?

Uma das doeenças de pele mais comuns, a psoríase se caracteriza por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas.

A psoríase é uma doença crônica e recorrente, afetando cerca de 1 a 5% da população mundial. Provoca o surgimento de uma ou mais placas vermelhas, levemente salientes, que têm escamas prateadas e uma extremidade definida entre a placa e a pele normal.

Quem tem pele clara está mais propenso a desenvolver a psoríase do que pessoas negras. Ela começa, com mais frequência, entre 16 e 22 anos e de 57 a 60 anos. Mas pessoas de todas as faixas etárias e raças podem apresentar a doença.

Como acontece?

As placas de psoríase são produzidas devido a um índice anormalmente elevado de crescimento das células cutâneas. A causa desse crescimento rápido das células é desconhecido, mas muitos estudos apontam que um problema no sistema imunológico tenha um papel importante. O distúrbio geralmente se manifesta em famílias, e certos genes estão associados com a psoríase.

Sintomas

Os sintomas da psoríase variam de pessoa para pessoa, mas costumam começar como uma ou mais placas pequenas no couro cabeludo, nos cotovelos, nos joelhos, nas palmas das mãos e plantas dos pés, porém pode ocorrer em qualquer área do corpo, sendo menos comum na face e pescoço e nas áreas de dobras.Outras estruturas que podem ser acometidas, porém com menor frequência, são as unhas (psoríase ungueal) e as articulações (psoríase artropática).

Como é realizado o diagnóstico?

O diagnoóstico deve ser realizado pelo médico dermatologista após uma avaliação do caso. São raros os casos que necessitam de biópsia da pele. O diagnóstico é baseado no aspecto das escamas e das placas e em sua localização no corpo.

Qual o tratamento?

O tratamento geralmente é realizado com medicamentos de uso tópico. Pode ser feito com fototerapia e medicamentos sistêmicos também. O tipo de medicamento irá depender da gravidade e da extensão dos sintomas que a pessoa apresenta.