QUANDO É O MOMENTO CERTO PARA ARRUMAR AS MALAS?

Uma das maiores dúvidas das gestantes que entrevistamos foi saber quando arrumar as malas e o que é necessário levar nelas. 

Aproveite todas as dicas e anote tudo para não esquecer.

O dia mais feliz da sua vida está chegando! A ansiedade deve estar tomando conta, com certeza você está contando os dias para o grande momento! Serão instantes inesquecíveis, eles ficarão eternizados na sua memória, será impossível esquecer tudo o que você está prestes a viver, o primeiro olhar, o primeiro cheirinho, essa sensação vai encher o seu coração de um amor inexplicável.

Então, está na hora de arrumar as malas para evitar correria desnecessária. Aconteceu algo com uma paciente minha que acho importante contar para que isso não se repita com você. A bolsa rompeu com trinta e quatro semanas, ela correu para o hospital, mas sem mala, pois não estava nada pronto! Adivinha o que aconteceu? O marido chegou ao hospital com as roupinhas do bebê dentro de uma sacola de supermercado, porque não achou a mala. Você achou engraçado, né? Mas passar por essa situação é extremamente desesperador para as mamães, pois elas querem receber o seu filho com tudo organizado dentro da mala que foi escolhida com todo carinho.

Vai acalmando esse coraçãozinho, porque não precisa levar o guarda-roupa inteiro. Respira fundo e vamos lá!

Qual é o período ideal para deixar tudo prontinho?

O ideal é deixar as malas preparadas a partir de trinta e duas semanas de gestação, assim evitará imprevistos que deixam as mamães estressadas. É importante lembrar que facilitará para você preparar tudo antes, já que, no período final da gestação, a barriga dificulta algumas tarefas, pois a gestante se sente mais cansada e indisposta.

Existe a possibilidade de fazer uma mala conjunta, separando tudo da mãe e do bebê, ou duas malas pequenas separadas. Faça o que achar mais conveniente e prático para você. Algo muito importante, que não deve ser esquecido, é deixar tudo lavado e sem etiquetas. As roupas pegam muita poeira nas prateleiras das lojas e são tocadas por muitas pessoas! Não parece, mas elas estão sujas. Depois de lavar e passar tudo, o ideal é preparar kits, separando os conjuntinhos, as meias, os gorrinhos, isso facilitará, pois será muito prático na hora da troca.

Sugestões de tudo que você precisa para realizar quatro trocas de roupa no bebê:

ü  Um macacão, um body, uma calça ou um mijão, uma meia e uma fralda (organizados por dia, dentro de um saquinho);

ü  Duas mantas, se for verão, ou se for inverno uma manta e um cobertor;

ü  Luvinhas e toucas se estiver frio;

ü  Quatro toalhinhas de boca;

ü  Duas toalhas fraldas (daquelas toalhas que têm a fraldinha dentro, são macias e não machucam a pele do bebê);

ü  Se você achar necessário, leve peças avulsas, mas apenas duas de cada, por exemplo, dois bodies, duas calças e um macacão extra para casos de emergência;

ü  Saída da maternidade com um macacão e uma manta.

Itens de higiene necessários:

  • Sabonete líquido;
  • Cotonete (separe um pouco naqueles saquinhos de zíper que você encontra no supermercado, ou coloque em uma caixinha limpa);
  • Álcool 70%;
  • Pomadinha anti assaduras;
  • Lenço umedecido;
  • Um pacote de fraldas tamanho RN;

Dicas para a mala da mamãe:

  • Produtos de higiene pessoal: escova, xampu, condicionador, secador de cabelo, sabonete, escova de dentes, fio dental, pasta de dente, creme contra estrias e maquiagem, pois você estará no momento mais especial da sua vida e, certamente, deseja estar linda para receber o seu bebê! Não oriento levar perfume, porque a fragrância pode agredir o olfato do recém-nascido, pois ele é muito sensível, além de ter o risco de causar alergias. O melhor perfume é o cheirinho natural da mamãe;
  • Toalha de banho e uma toalha de rosto para uso pessoal, na maioria das vezes o hospital tem, certifique-se disso para não ficar sem;
  • Quatro camisolas ou pijamas com abertura na frente para facilitar a amamentação. Parece exagero, mas, muitas vezes, pode sujar por causa do sangramento pós-parto ou regurgitação do bebê;
  • Seis calcinhas altas e confortáveis, já que você terá que usá-las com absorventes próprios para o pós-parto. Teste essas calcinhas antes, para evitar desconforto “surpresa”, pois elas podem ficar muito apertadas;
  • Um Sutiã de amamentação que tenha alça larga e com abertura que facilite a amamentação. Hoje, já temos opções de sutiãs coloridos, ou com renda, que fuja do bege clássico;
  • Um par de chinelo;
  • Um par de concha para os seios e três pares de absorventes para os seios;
  • Roupas para a saída do hospital que sejam folgadas e bem confortáveis, pois a barriga demora para voltar ao normal nos primeiros dias após o parto.
  • Celular, tablet e carregador;
  • Lembrancinhas e enfeite de porta, esses itens não são essenciais.

É importante lembrar que serão apenas dois dias, leve o que realmente vai ser usado, dificilmente o hospital vai responsabilizar-se pelos seus pertences, por isso, joias e objeto de valor mais alto é melhor deixar em casa. Nesses mais de oitos anos de carreira, com mais de cinco mil partos realizados e acompanhando todas essas gestantes, eu já escutei muitos relatos que me fizeram desenvolver esta pequena lista de itens. Espero, de coração, atender e ajudar as gestantes leitoras deste post.  Tomara que a lista ajude a minimizar as chances de você passar por momentos de apuro e de correria.

Agora, é só deixar tudo organizado e esperar o grande dia!!!

Beijinhos,

Dra. Thábata Mounzer.